alimentação

Nêsperas

A nêspera é uma excelente fonte de vitamina A, pelo que 5 ou 6 nêsperas pequenas (190g) fornecem a quantidade diária recomendada desta vitamina, responsável pela boa saúde das mucosas e pele. É, também, rica em compostos flavonóides com propriedades antioxidantes como o ácido hidroxibenzóico ou as epicatequinas que são protetores naturais das células. Estas propriedades nutricionais são particularmente importantes no Verão quando a pele é mais agredida pelo sol.

Undefined

CABRITO - Uma carne a (re) descobrir

As raças autóctones de origem animal têm proveniências bem definidas e características únicas que fazem delas raças adaptadas à sua região e função. Possuem habitualmente as designações DOP (Denominação de Origem Protegida) e IGP (Indicação Geográfica Protegida) que garantem a sua autenticidade e qualidade. Em Portugal existem mais de três dezenas de raças autóctones de bovinos, ovinos, caprinos, suínos e equinos.

Undefined

APRESENTAÇÃO DO RELATÓRIO COSI PORTUGAL (2016) SOBRE VIGILÂNCIA NUTRICIONAL INFANTIL

Em parceria com o INSA apresentamos no próximo dia 20 de dezembro em Lisboa. resultados da avaliação do estado nutricional de  6743 crianças de 230 escolas do 1º ciclo do Ensino Básico em Portugal Continental e ilhas, dando assim resposta ao principal desafio do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável – Ter informação de qualidade para tomar decisões de qualidade.

Undefined

O DIA MUNDIAL DO PÃO CELEBRA-SE COM RECEITAS DO PNPAS

cartaz

Na próxima segunda feira, dia 16 de Outubro, celebra-se o Dia Mundial do Pão. Pão que é saúde e o alimento central da Dieta Mediterrânica. Pedimos ao Chef Fábio Bernardino que gentilmente nos cedeu 4 receitas saudáveis com pão para irmos treinando e celebrando nestes dias.

 

Bom apetite!

 

Descarregue o livro de receitas aqui

 

Fonte: Nutrimento

Undefined

16 DE OUTUBRO – DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO

cartaz

A DGS e o PNPAS assinalam as comemorações do dia 16 de Outubro – Dia Mundial da Alimentação com a apresentação do estudo “Portuguese Consumer Atitudes Toward Food Labeling” em que pela primeira vez se analisa como os portugueses utilizam os rótulos para fazer escolhas alimentares, através de metodologias quantitativas e qualitativas simultaneamente.

 

Os resultados revelam uma realidade surpreendente. O estudo foi realizado por instituições científicas independentes e contou com o financiamento e apoio da DGS e  Organização Mundial da Saúde.

 

Undefined

Páginas