Inscrição

Portuguese, international

EM 4 DE DEZEMBRO DE 2013, A DIETA MEDITERRÂNICA FOI DECLARADA A PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL DA HUMANIDADE PELA UNESCO, DURANTE A REUNIÃO DO COMITÉ INTERGOVERNAMENTAL, EM BAKU (AZERBAIJÃO).

Subscreveram esta candidatura transnacional sete estados com culturas mediterrânicas milenares: Portugal (Tavira), Chipre (Agros), Croácia (Hvar e Brac), Grécia (Koroni), Espanha (Soria), Itália (Cilento) e Marrocos (Chefchaouen).

A decisão do Comité em incluir a Dieta Mediterrânica na Lista Representativa da UNESCO deve-se, entre outros, aos seguintes critérios:

- A Dieta Mediterrânica é um conjunto de práticas tradicionais, conhecimentos e habilidades transmitidas de geração em geração e que proporciona um sentimento de pertença e de continuidade para as comunidades envolvidas;
- A inscrição da Dieta Mediterrânica na Lista Representativa poderia dar uma maior visibilidade à diversidade do património cultural imaterial e promove o diálogo intercultural a nível regional e internacional.

O pedido de registo da Dieta Mediterrânica na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da UNESCO foi elaborado e apresentado conjuntamente pelos 7 estados acima mencionados. A preparação técnica e formal dos conteúdos foi realizada na autarquia de Tavira, respondendo a todos os requisitos da UNESCO, um processo partilhado com instituições públicas e privadas, a nível nacional e regional sobretudo com a comunidade local, um trabalho realizado em estreita relação com os Estados e respetivas comunidades.

Dieta Mediterrânica candidatura 2013  Eng | Fr       saber +

Para visualizar o video da candidatura, clique aqui