ESTeSC e EHTC colaboram em projeto de valorização do património gastronómico e promoção da alimentação saudável

Um grupo de alunos da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTeSC) e da Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra (EHTC) colaborou num projeto conjunto que resultou na recolha, confeção e valorização nutricional de receitas tradicionais portuguesas. Um trabalho multidisciplinar, que teve como objetivos a valorização e preservação do património gastronómico nacional – quando Coimbra se prepara para ser Região Europeia de Gastronomia, em 2021 – e a promoção conhecimento nutricional junto dos futuros profissionais de hotelaria.

Com o nome “Cook&Live4H3: Health, Heritage and Humanity”, o projeto – galardoado com o Selo Nacional de Qualidade eTwinning – envolveu jovens de três níveis de ensino distintos: dos cursos de Técnico de Cozinha Pastelaria (nível IV) e de Gestão e Produção de Cozinha (Nível V) da EHTC e da licenciatura em Dietética e Nutrição (nível VI) da ESTeSC. Os alunos da EHTC fizeram a recolha e as fichas técnicas de receitas tradicionais portuguesas. Aos estudantes da ESTeSC coube fazer a “valorização nutricional, interpretação, e desenvolvimento de propostas de melhoria destas receitas, salvaguardando sempre a identidade cultural dos pratos”, explica João Lima, docente que coordenou a equipa da ESTeSC no âmbito do projeto.

Além da colaboração entre as duas escolas de Coimbra, o projeto promoveu ainda troca de experiências com jovens italianos e espanhóis que, através de uma plataforma online criada para o efeito, partilharam conhecimento acerca da Dieta Mediterrânica e da gastronomia local de cada país.

A parceria entre a ESTeSC e a EHTC surge em vésperas de Coimbra se assumir como Região Europeia de Gastronomia em 2021, após uma candidatura promovida pela CIM Região de Coimbra e que – além do Instituto Politécnico de Coimbra e da EHTC – conta com o apoio da Universidade de Coimbra, do Turismo do Centro e da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro.

Note-se ainda que a partilha de conhecimento entre nutricionistas e profissionais de hotelaria vai ao encontro das recomendações da Direção Geral de Saúde no âmbito da Estratégia Integrada para a Promoção da Alimentação Saudável, que prevê a “qualificação dos profissionais da área do turismo e restauração na área dos hábitos alimentares saudáveis”.

 

Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra